O que Fazer na Argentina – 10 Lugares que Você Precisa Conhecer

Não importa se é viajante iniciante intermediário ou mais experiente, mochileiro ou até aqueles que só querem curtir umas férias em um lugar diferente pra recarregar as energias.

Todos querem ao menos uma vez na vida ter a oportunidade de conhecer uma cultura, um lugar, um povo, uma vida diferente da nossa aqui no Brasil, daí nasce o desejo de visitar outros países.

Mas você sabia que existem países aqui do nosso lado, pertinho da gente que são tão bonitos e interessantes quanto qualquer pais Europeu?

Pois é, a Argentina é um dos melhores exemplos pois nossos Hermanos aqui ao lado possuem destinos de todos os tipos, desde arquiteturas urbanas até paisagens naturais de tirar o fôlego.

E é sobre isso que iremos falar nesse post, hoje queremos te apresentar um TOP 10 LUGARES QUE VOCÊ PRECISA CONHECER NA ARGENTINA.

O que Fazer na Argentina – 10 Lugares para Conhecer

1 – Buenos Aires

E que tal começarmos pela capital?

A famosa Buenos Aires, essa é cidade que os brasileiros amam conhecer, além das muitas atrações, bares, restaurantes, pubs e a vida noturna é bem ativa, existe muito o que se fazer nessa capital.

Porém existem atrações que deveriam ser obrigatórias nessa cidade por exemplo, a Plaza de Mayo, a Catedral Metropolitana de Buenos Aires, o Caminito, o Café Tortoni, a livraria El Ateneo e a Casa Rosada.

Uma das vantagens de viajar para Buenos Aires é que você pode conhecer a cidade em qualquer época do ano.

Buenos Aires

Ainda assim, você precisa saber que no inverno as temperaturas são bem difíceis de suportar para qualquer bom brasileiro, mas não se preocupe, a média é de 12 ºC durante os dias, aqui no Brasil já enfrentamos temperaturas mais frias.

Se você não gosta de chuva, os meses de maio a setembro são os melhores para você, são mais secos e com certeza vão te agradar mais, porém a melhor época é a chamada intermediaria, onde a temperatura não é extrema, nem muito frio, nem muito calor, mas no geral a temperatura é bem estável durante todo o ano.

Buenos Aires é uma cidade bem grande, por isso existem muitas opções de hotéis para todos os gostos e bolsos, logo, é possível procurar as melhores acomodações na parte da cidade que estiver mais próxima do seu interesse.

Plaza de Mayo

Plaza de Mayo

Ainda assim é bom você buscar sempre pelos bairros do centro como Microcentro, Recoleta e Palermo.

Enquanto o Microcentro reúne os principais pontos turísticos, Recoleta tem muitas lojas, bons restaurantes e ruas charmosas.

Já Palermo tem uma vida noturna badalada e muito comércio.

2 – Cataratas do Iguaçu

Essa bela paisagem exuberante digna de qualquer roteiro, ela fica na fronteira entre Brasil e Argentina, porém a maior parte das Cataratas estão do lado dos nossos Hermanos, por isso vale a pena incluir esse destino em seu roteiro na Argentina.

Algumas dicas que temos para você é que em dezembro, janeiro e fevereiro são os meses em que as Cataratas estão com um maior volume de água nelas, já no inverno, junho, julho e agosto é a época em que as quedas têm mais definição mais indicado.

Garganta do Diabo nas Cataratas do Iguaçú

Garganta do Diabo nas Cataratas do Iguaçú

Com ou sem chuva, vá preparado para se molhar e aproveitar o visual que as Cataratas oferecem o ano inteiro.

Pelo Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, é possível chegar nas cataratas de avião, que é a principal porta de entrada dos turistas que saem do Brasil.

Outro aeroporto usado é o de Puerto Iguazu. A partir desses Aeroportos, é só pegar um taxi ou uber que te leve até as Cataratas.

Também há quem prefira curtir essa viagem de carro. As Cataratas ficam próximas da fronteira.

O estado brasileiro mais próximo é Curitiba, e ele fica a 640 quilômetros das cataratas e a estrada que faz essa ponte até lá é a BR 277.

Se você é do tipo que gosta das viagens terrestres, longas etc. Aposte nessa rota, a rodovia é boa e você não terá grandes problemas de estrada.

3 – Salinas Grandes

Quando estiver na província de Jujuy, vá até as Salinas Grandes, principalmente se você ainda não conhece o Salar de Uyuni, na Bolívia.

Esse maravilhoso deserto de sal é como uma miniatura do irmão boliviano.

O visual daquela imensidão branca é impressionante e a melhor época para conhecer as Salinas Grandes são os meses do meio do ano, de junho a agosto, mas como sempre faz frio por lá, o melhor a se fazer é tentar um clima mais estável e firme, com menos chuvas e vento.

Salinas Grandes

Salinas Grandes

A melhor maneira de chegar às Salinas Grandes é indo até o aeroporto de Salta, o mais próximo e o mais utilizado explorar o noroeste argentino.

Tem também o aeroporto em Jujuy, porém não há voos diretos saindo do Brasil, o que pode dificultar um pouco a viajem, então opte pelo aeroporto de salta.

Depois disso, você pode optar por fazer a rota até as salinas de carro, por conta própria, pelo serviço da RentCars onde você compara os preços do aluguel e consegue a tarifa mais em conta ou contratando um tour guiado, que costumam sair de Salta.

4 – Jujuy: Quebrada de Humahuaca

A Quebrada de Humahuaca é outro lugar que todo mundo deveria conhecer um dia. A história local junto aos vilarejos cercados por belas montanhas forma uma paisagem de tirar o fôlego.

Maimará é um dos pontos aos arredores de Jujuy que você ficará surpreso em conhecer, de lá se vê a montanha La Paleta del Pintor, Serranía del Honorcal e Tilcara, paisagens que certamente você vai amar conhecer.

Quebrada de Humahuaca

Quebrada de Humahuaca por Damien Roué

A melhor época para visitar a Quebrada de Humahuaca é durante a primavera e durante o outono, principalmente para nós brasileiros, que estamos acostumados com climas tropicais.

E se você tiver disposição, dá até pra se aventurar na estação mais gelada, que também é linda, porém o frio mais intenso dependendo da sua personalidade pode ser muito bom ou pode atrapalhar completamente.

Existem algumas maneias para chegar à Quebrada de Humahuaca, muita gente opta por ir de ônibus, é bom que você vá até Salta de avião, para de lá pegar o segundo meio, seja carro ou ônibus.

A distância de Salta até Jujuy é de aproximadamente 200 quilômetros, isso dá aproximadamente 3 horas de viajem, se você gosta de belas paisagens durante os caminhos, será um prato cheio pra você.

5 – Salta

Em Salta está localizada a Quebrada de Las Conchas ou se preferir também conhecida como Quebrada de Cafayate, é uma incrível reserva natural, ela fica na Ruta 68 e tem muitas formações rochosas com várias cores e todos os tipos de formas.

Em vários pontos como em Garganta del Diablo e El Anfiteatro, a vista é realmente de tirar o fôlego.

É no norte da Argentina que está a Quebrada de Las Conchas, e está num ponto/bioma de deserto, embora em muitos locais do país seja comum a ocorrência de chuvas no verão.

Quebrada de Las Conchas

Quebrada de Las Conchas

No caso de Cafayate quase não chove, são muito raras as ocorrências de chuvas por lá no verão e em qualquer época do ano.

E se você está esperando um sol de raiar, atente-se ao fato de que especialmente no outono, os ventos são realmente cortantes acaba por ser bem desconfortável.

De Salta até a Quebrada de Las Conchas são de 180 a 195 quilômetros seguindo pela Ruta 68.

Nessa aventura, ir de carro pode ser a melhor escolha já que o passeio por toda a Quebrada dura cerca de 3h, escolha uma boa locadora e aproveite.

6 – Mar del Plata, La Praia dos Hermanos

Então você quer manter o contato com a natureza, mas sem perder a beleza das arquiteturas urbanas?

Pois bem, vale a pena checar o que Mar del Plata tem pra te entregar.

Mar del Plata

Mar del Plata

Esse destino fica a aproximadamente 5h de distância da capital Buenos Aires, é uma viagem cansativa.

Porém, se você quer um pouco de agitação, não medirá esforços pois das cidades litorâneas que ficam super badaladas no verão, essa é uma das mais agitadas e procuradas.

É claro que a melhor época para visitar Mar del Plata é o verão, afinal praia no inverno não é a melhor das escolhas, é durante o verão que se pode aproveitar melhor o mar pois está menos gelada a água, além disso, é quando a cidade ganha mais vida e fica cheia de turistas.

7 – Parque Nacional Terra del Fuego, Ushuaia

Junto nos Andes e cortada pelo Canal Beagle, está a gelada Ushuaia, é uma cidadezinha bem pequena, porém muito linda e charmosa.

Muita gente vai visitar esse destino especialmente para aproveitar alguns dias de neve e passear pelo Parque Nacional Terra del Fuego.

Parque Nacional Terra del Fuego

Parque Nacional Terra del Fuego por El Tren Del Fin Del Mundo

Mesmo sendo um destino muito procurado pelo frio e a neve, também é possível ir a Ushuaia em diferentes épocas do ano e aproveitar mesmo assim, fazendo com que a época não importe muito pois a média de anual de temperatura é de 6 ºC, logo, prepare-se para o frio.

O período de neve de Ushuaia é excelente, é um período muito maior do que a maior parte dos lugares que vivem desse tipo de turismo, então se você quer curtir as estações de esqui, tente ir entre junho e agosto, nessas épocas a neve está em alta.

Porém é no verão que começa a alta temporada, nesse período os dias ficam bem longos e pasmem, os dias podem chegar a 17 horas de luz do dia, incrível não?

Pois é, também por isso a cidade ganha mais movimento e badalação nessa época.

8 – Mendoza

Além da ótima gastronomia e dos famosos vinhos, Mendoza também é super procurada por quem pratica esportes, não apenas por quem quer relaxar envolto em incríveis paisagens montanhosas.

Existem muitos locais para escalada, rafting, muitas trilhas, e saltos de parapente e claro não tem como não visitar as estações de esqui ao redor da cidade.

Cordon del Plata - Mendoza

Cordon del Plata – Mendoza

Se você tiver pouco tempo, priorize as atrações mais tradicionais, principalmente se for a sua primeira vez, por exemplo, uma vinícola para conhecer e fazer um almoço ou jantar.

Procure os pontos centrais da cidade, e o Parque San Martín e imprescindivelmente não saia da cidade sem antes fazer o tour “Alta Montanha”, e pra finalizar, vá em algum restaurante nas ruas movimentadas da cidade pra jantar e finalizar seu dia.

9 – Esquel

Esquel é uma pequena cidade localizada na Patagônia Argentina, que inclusive nós já fizemos um artigo voltado apenas para Esquel aqui no blog, vale a pena conferir.

Esquel é o destino perfeito para quem curte ecoturismo e aventura pois no verão, o Parque Nacional Los Alerces com seus belos lagos se torna parada obrigatória.

Esquel - Patagônia Argentina

Porém, durante o inverno o Cerro La Hoya é o ponto mais badalado da cidade, com excelente estrutura para praticar esqui e snowboard.

É muito comum combinar Esquel com outros destinos dos arredores por estar localizada na famosa Ruta 40 e bem próxima da Carretera Austral.

10 – As Montanhas Coloridas da Argentina, Purmamarca

Dentre os lugares para conhecer na Argentina, o Cerro Siete Colores é um dos mais necessários, está localizado em Purmamamarca, e é uma das paisagens mais famosas da Argentina.

Então já deve imaginar o nível da beleza desse lugar não é mesmo?

Purmamarca

Purmamarca

Existem outras montanhas para conhecer por lá, junto de uma feira de artesanato bem legal e a melhor maneira de chegar a Purmamarca é indo de avião até Jujuy ou Salta e de lá partir para o destino.

Porém, a parte chata é que não há voos diretos do Brasil, por isso é preciso fazer escala antes, coisa que desanima a muitos, mas acredite, vale muito a pena.

E ainda vale muito a pena alugar um carro por lá, pois o caminho das montanhas são verdadeiras obras de arte, o caminho por si só já é um espetáculo, e é assim em todas as montanhas que quiser visitar, não esqueça das câmeras, essa paisagem certamente vai te render belas fotografias.

Conclusão

Já deu pra perceber o nível das atrações da Argentina né?

E ainda não é nem de perto tudo que nossos Hermanos têm para nos oferecer turisticamente, independente do destino que escolher, certamente será uma ótima escolha.

Veja também: